quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Ainda há o que dizer
Restou o que explicar
Faltou o que restava
Fugiu a despedida
Ainda há o sorriso
Restou a lembrança
Faltou a esperança
Fugiu o juízo
Ainda há saudade
Restou a realidade
Faltou compartilhar
Fugiu ao meu olhar.
Ainda resta a falta que foge de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário